Enquanto o Presidente da República promulga obrigação de comida vegetariana estrita nas cantinas do país, a região ainda está a ponderar a situação.

Vale a pena lembrar que a primeira Associação Vegana do país foi criada nos Açores. A realidade é que temos vindo a assistir ao crescimento do número de pessoas vegetarianas e interessadas em adotar esta alimentação, no entanto encontramos poucas ou nenhumas soluções quando queremos comer fora de casa. 

Na universidade dos Açores temos, efetivamente, uma alternativa vegetariana, no entanto nem sempre é vegetariana estrita. Enquanto uma alternativa vegetariana estrita pode abranger todo o tipo de pessoas, uma refeição ovolactovegetariana exclui uma pessoa vegetariana estrita.

A região tem de crescer e ser exemplo, as pessoas pensam que esta lei também passou cá, mas a nossa autonomia parece servir apenas para alguns interesses. 

A VegAçores - Associação Vegana dos Açores criou a petição para a inclusão de uma alternativa vegetariana nas Escolas da região, com o intuito de ser debatida em Assembleia Regional. 

A igualdade começa quando abrimos o leque de escolhas e promovemos aceitação e inclusão. A região se decidir não incluir esta proposta está a contribuir para a exclusão e desigualdade, deixando de parte quem por motivos éticos, de saúde ou ambientais decide adotar esta dieta ou mesmo para aqueles que querem ter a oportunidade de experimentar.

Jessica Pacheco